AMSTEL – Cerveja, paixão e verão

A história da cerveja holandesa AMSTEL teve início no dia 11 de junho de 1870, quando a cervejaria Beiersche Bierbrouwerij de Amstel começou a ser construída na cidade de Amsterdã. A cervejaria foi idealizada por dois empresários da cidade, Jonkheer Charles de Pesters e Johannes H. van Marwijk Kooy, em virtude da alta popularidade da cerveja da região da Bavária na Holanda, que na época possuía aproximadamente 560 cervejarias espalhadas pelo país. Apesar da enorme concorrência, a cerveja foi lançada no mercado como AMSTEL LAGER BIER, tendo seu nome inspirado no Rio Amstel, onde estava situada a cervejaria e de onde era retirada a água para sua produção. As cores vermelha e branca foram adotadas por serem as cores da cidade de Amsterdã. Como diferencial, a nova empresa dedicou-se à fabricação de cerveja tipo pilsener, cuja produção trazia uma complicação técnica que reduzia o número de fabricantes a menos de uma dezena: o produto precisava ficar armazenado por dois meses sob temperaturas próximas à zero graus. Para isso, a AMSTEL retirava gelo dos canais de Amsterdã durante o inverno, e o armazenava em locais cercados por muros duplos para utilização no resto do ano. A cervejaria livrou-se da dependência do rigor do inverno só uma década mais tarde, quando instalou sua primeira máquina de gelo.

O período depois do término da Segunda Guerra Mundial foi de grande crescimento para a marca, tanto no mercado nacional como também no internacional. Na década de 1950 se tornou a primeira cervejaria holandesa a exportar cervejas em lata, além de construir sua primeira cervejaria internacional no Suriname, um pequeno país no norte da América do Sul e na época uma colônia holandesa. Ainda nesta década, no ano de 1956, introduziu no mercado a AMSTEL GOLD, uma versão premium de sua tradicional cerveja fabricada com ingredientes selecionados e uma mistura de malte.

A década seguinte foi marcada por um grande crescimento, com construções de novas cervejarias fora da Holanda, conquista de novos mercados mundiais e muitas inovações, como em 1964, quando introduziu o sistema de abertura “Fliptopper” em suas garrafas. Com esse sistema a garrafa podia ser aberta com as mãos facilmente, dispensando assim o uso de abridor. Em 1968 a AMSTEL foi adquirida pela Heineken International, sua principal rival no mercado holandês. Pouco depois, em 1972, a tradicional cervejaria de Amsterdã foi fechada e a produção transferida para a fábrica da Heineken em Zoeterwoude.

Nos anos seguintes, o grande fator para o aumento de sua popularidade no exterior, principalmente no mercado americano, foi o lançamento em 1980 da AMSTEL LIGHT, uma cerveja mais fraca (3.5% de graduação alcoólica) e com aproximadamente 35% menos caloria que a versão tradicional.

Na década de 1990 a marca começou a investir muito em patrocínios de grandes eventos culturais, como shows de música e festivais, e competições esportivas, onde a partir de 1994, e por mais de uma década, foi patrocinadora oficial da Copa dos Campeões da Europa (UEFA Champions League), competição de futebol mais importante do continente europeu. A marca assistiu sua participação mundial aumentar enormemente a partir de 2005, quando lançou no mês de dezembro a AMSTEL PULSE, inicialmente no mercado russo. Esta nova cerveja pilsener tinha sabor leve e refrescante, originário do processo de microfiltragem.

A cerveja também chamou a atenção por sua garrafa de vidro transparente e longilínea de design único. Com o crescimento pela sua apreciação global de um público que busca uma bebida refrescante e fácil de beber, a AMSTEL PULSE ganhou espaço na cidade de Amsterdã e em muitos outros mercados mundiais, como por exemplo, Hungria, Austrália, Grécia, Itália e até no Brasil. Em 10 de julho de 2008 a AMSTEL PULSE foi premiada por sua garrafa de design inovador no prestigiado Festival de Cannes. A partir de 2014, a Heineken resolveu investir na marca no Brasil e passou a produzir AMSTEL localmente, primeiro na versão chope e depois em garrafas de 600 ml e latas de 350 ml, que mais recentemente ganhou as versões latas mini (269 ml) e a grande (473 ml).

Fonte: Blog Mundo das Marcas

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *