Arquitetura pernambucana encontra-se com o Design Social

ArqMulti - Bruna Lobo, Danielle Paes Barreto e Soraya Carneiro Leão | Foto: Marcelo Marona

ArqMulti – Bruna Lobo, Danielle Paes Barreto e Soraya Carneiro Leão | Foto: Marcelo Marona

A riqueza cultural encontrada na produção do artesanato popular nem sempre consegue atingir todos os nichos de público, sobretudo as classes mais abastadas, detentora de maior poderio de consumo. Visionária desta situação e com o objetivo de alterar essa realidade, a Carlota Comunicação, empresa de gestão estratégica e desenvolvedora de projetos de comunicação, juntamente com o Centro Pernambucano de Design (CPD), que desenvolve ações de Design Social, utilizando ferramentas capazes de otimizar processos produtivos, gerar novos produtos, diagnosticar os fatores locais de cada região, e valorizar a identidade cultural como diferencial competitivo, uniram-se na proposta de desenvolver um canal de comunicação entre o artesão e seu público.

Carlos Augusto Lira | Foto: Marcelo Marona

Carlos Augusto Lira | Foto: Marcelo Marona

Com o apoio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Pernambuco (Sebrae-PE), as duas empresas criaram o projeto “Coletivo Pernambucano de Promoção do Design Social”, que tem como objetivo traduzir para o mercado consumidor a riqueza cultural e a produção da arte popular de Pernambuco de forma a ser valorizada como bem de consumo de alto conceito. Várias ações desse projeto estão em andamento e a primeira é a realização da Mostra de Tapetes Timbi – Coleção Casario Pernambucano, da Tapeçaria Timbi, localizada no município de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife. O evento encontra-se em cartaz no mall do Shopping Plaza Casa Forte no período de 15 a 30 de setembro.

Kleber Carvalho | Foto: Marcelo Marona

Kleber Carvalho | Foto: Marcelo Marona

A proposta da exposição é mostrar ao público que é possível inserir produtos da cultura popular numa ambientação de estilo contemporâneo, porém, com uma severa intervenção do design, adequando sempre os mesmos às necessidades mercadológicas. Para isso, foram convidados sete renomados escritórios de arquitetura local (Carlos Augusto Lira, Carmen Cavalcanti e Luciana Raposo, Luiza Nogueira, ArqMulti, Patrícia Santos, Kleber Carvalho, e Santos & Santos), que tiveram o desafio de inserir de forma coerente num projeto de decoração, os tapetes da coleção, levando o design social para seus projetos. O público pode conferir o resultado desse trabalho por meio de sete paineis fotográficos (2m x 2m cada).

Coleção Casario Pernambucano

Luciana Raposo e Carmen Cavalcanti | Foto: Marcelo Marona

Luciana Raposo e Carmen Cavalcanti | Foto: Marcelo Marona

Os produtos da coleção é resultado da segunda oficina ministrada pelo Centro Pernambucano de Design (CPD), com o apoio do Sebrae-PE, na Tapeçaria Timbi, que foi realizada nos meses de maio a agosto deste ano. A primeira oficina aconteceu em 2008 e deu origem à coleção Cordel em Tapeçaria. Segundo a gerente de projetos do CPD, Pollyanna Salgado, como a coleção anterior foi monocromática, nesta foram introduzidas as cores, para que o público consumidor e os arquitetos que fossem especificar as peças tenham maior facilidade de utilização. “Pesquisamos vários temas que pudessem utilizar as cores, fizemos testes sempre com temas da cultural local, pois esta é a premissa de todas as oficinas realizadas, e, assim, chegamos ao casario pernambucano”, explica Pollyanna. Fazem parte da coleção: tapetes, paineis de parede, tapetes de porta, pesos de porta, pufes, entre outros produtos.

Luiza Nogueira | Foto: Marcelo Marona

Luiza Nogueira | Foto: Marcelo Marona

A função das peças, a facilidade do processo produtivo e o prazo de entrega foram pensados na hora de escolher o tema da coleção. “O trabalho realizado pelas artesãs antes das oficinas do CPD, necessitava constantemente que as linhas fossem trocadas, pois eram muitas cores e detalhes, o que dificultava muito. Com esta coleção, elas trabalham os traços retos do casario simples, sendo muito mais fácil e rápido”, informa a designer de produtos do CPD, Ana Carolina Barbosa. Além de todo o projeto de assessoria no desenvolvimento das peças, outra grande inovação das oficinas, foi a troca da matéria-prima no processo produtivo. Antes, era utilizada a lã industrializada e, desde 2008, o trabalho passou a ser feito com o cordão natural, trazendo sensação de tato e redução do custo, além de ser ecologicamente correto e ter produção no Estado, fazendo assim a melhor tradução da cultural local como um grande diferencial em tapeçaria.

O trabalho realizado pelo Centro Pernambucano de Design na Tapeçaria Timbi é visto de forma muito especial pelas artesãs. “Os tapetes tradicionais estavam defasados e CPD nos capacitou a trabalhar com o design e as novas tendências. O mercado pede renovação e nós estávamos precisando de incentivo”, alega a responsável de produção da Tapeçaria, Ivonete Santana, que integra o grupo há 20 anos.

Patrícia Santos | Foto: Marcelo Marona

Patrícia Santos | Foto: Marcelo Marona

Tapeçaria Timbi

A Tapeçaria Timbi foi fundada em 1983 por um grupo de mulheres vizinhas que tinham em comum a habilidade em confecção de tapetes arraiolos em tela e lã. Devido ao baixo valor pago pelas fábricas da região ao trabalho artesanal dessas mulheres, elas resolveram formar uma associação que as possibilitassem serem donas dos seus próprios negócios. Desde 2005, a Associação Tapeçaria Timbi vem sendo beneficiada através de ações do Sebrae-PE para estarem mais inseridas no mercado globalizado e competitivo.

 

Santos & Santos - Turibio Santos e Zezinho Santos | Foto: Marcelo Marona

Santos & Santos – Turibio Santos e Zezinho Santos | Foto: Marcelo Marona

A capacitação “Oficina de Design para Mercado”, ministrada pelo Centro Pernambucano de Design é mais uma ação de apoio ao desenvolvimento desse grupo de mulheres. A coleção Cordel em Tapeçaria esteve presente na rodada de negócios da 108ª edição da Prêt-à-Porter de Paris, uma feira bianual de vestuários e acessórios, considerada uma das mais importantes deste segmento em toda a Europa, que aconteceu no período de 04 a 07 de setembro. O ponto de venda da Tapeçaria é na própria sede da associação, em Timbi, Camaragibe.

 

Serviço:

Tapeçaria Timbi

Camaragibe-PE

(81) 3458.6205